spot_imgspot_img

Argentina presa por racismo no Maracanã é solta, mas não pode deixar Brasil


A torcedora argentina Maria Belen Mateucci -presa preventivamente por injúria racial em jogo das Eliminatórias no Maracanã -ganhou um alvará de soltura, mas não poderá sair do Brasil enquanto não acontecer o julgamento.

O caso aconteceu durante a partida entre Brasil e Argentina, no último dia 21, e envolveu Maria Belen Mateucci e uma vendedora ambulante brasileira da empresa que presta serviços de alimentação e bebidas no Maracanã.

A torcedora argentina teria proferido a seguinte frase: “Escuta aqui, pedaço de macaca. É a minha vez!”.

Ela foi presa em flagrante, conduzida à delegacia do estádio e o Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos converteu a pena em prisão preventiva na audiência de custódia. Maria Belen estava detida no Instituto Penal Oscar Stevenson, em Benfica, bairro na Zona Norte do Rio de Janeiro.

O Juizado Especial Criminal expediu um alvará de soltura na última sexta-feira (24) alegando que “não mais se encontram presentes os requisitos para manutenção da prisão cautelar da investigada”. A decisão foi do juiz Bruno Arthur Mazza Vaccari Machado Manfrenatti.

O despacho também ressalta a proibição da argentina de sair do Brasil: “Por outro lado, mostra-se necessário o estabelecimento da medida cautelar de proibição de saída do país até que o presente feito tenha solução, a fim de se resguardar a aplicação da lei penal, especialmente em se tratando de pessoa residente em outro país”.

ARGENTINA PODERÁ VOLTAR AO SEU PAÍS ANTES SE TOPAR ACORDO – O Ministério Público ofereceu à torcedora o “Acordo de Não Persecução Penal”, onde ela confessa o crime e não cumpre pena, tendo como contrapartida a ficha “suja”, onde não poderá cometer nenhum outro tipo de crime durante cinco anos, caso contrário será presa.

Se não optar por este acordo, Maria Belen Mateucci deverá passar o Natal e o Réveillon no Brasil em virtude dos trâmites burocráticos judiciais e a proximidade do recesso judiciário, que vai de 20 de dezembro à 20 de janeiro.



Fonte: TNH1

spot_imgspot_img

Últimas

Leia também

spot_imgspot_img

STF suspende julgamento que pode retirar mandato de sete deputados

O Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu nesta quarta-feira (21) o julgamento...

Barcelona desperdiça chances e acaba castigado com o empate do Napoli na Liga dos Campeões

O Barcelona tinha tudo para celebrar uma boa vitória em visita...

Seminfra orienta ciclistas sobre uso da ciclovia na Fernandes Lima em dias de chuva

Projetada respeitando todos os parâmetros estabelecidos pelo Conselho Nacional de Trânsito...