Assassino de adolescente teria ameaçado praticar chacina e estava suspenso da escola

 Assassino de adolescente teria ameaçado praticar chacina e estava suspenso da escola

Foto: Divulgação/PCAL

No caderno dele foram encontrados desenhos de arma e de um homem matando uma mulher

TNH1 com Ascom PCAL

Após a apreensão do menor de 17 anos, suspeito de assassinar a facadas uma adolescente por um amor não correspondido, o delegado de Junqueiro, Arthur César, deu mais informações sobre o caso e sobre o jovem. 

“O crime aconteceu no Povoado Mutuns, em Teotônio Vilela, na divisa com Junqueiro. A vítima estava com uma amiga e o suspeito. Quando a amiga, que também mora vizinho, entrou em casa, o crime aconteceu”, disse o delegado.

O delegado esclareceu que o jovem e a vítima das facadas não namoravam, mas tinham uma amizade muito próxima. No caderno do adolescente foram encontrados desenhos de arma, de um homem matando uma mulher com uma faca, além de desenhos de palhaços. “Possivelmente foi um crime passional, mas que tem certas peculiaridades, porque o autor apresenta comportamento atípico. O que nos chocou foi no caderno dele ter uma figura feminina esquartejada a faca. Além disso, no dia do crime, descobrimos que o suspeito havia postado nas suas redes sociais uma cena em que um palhaço do cinema persegue uma moça. Ou seja, ele estava anunciando esse crime, ele vinha premeditando praticar esse crime e isso inclusive foi confessado por ele no momento da sua apreensão em flagrante”, revela Arthur César. 

Segundo o delegado, o jovem não tem passagem pela polícia, mas estava suspenso da escola porque ameaçou promover uma chacina no local. “Ele aparenta ser perturbado psicologicamente; o pai morreu em um acidente; o tio se suicidou; a mãe mora no Rio de Janeiro, e residia atualmente com a irmã em Junqueiro”, acrescentou o delegado.

O adolescente, de 17 anos, foi apreendido horas depois de ter assassinado Alessandra Maria de Araújo, de 15 anos, na noite desta quarta-feira (22). Ele confessou o crime e foi autuado por ato infracional análogo a feminicídio. Após ser apreendido, o jovem encontra-se à disposição da Justiça.

Segundo foi apurado, ele teria acompanhado a vítima, após ela sair da escola, e próximo à casa dela a esfaqueou.

Mais Notícias