Dia Mundial de Luta Antimanicomial mobiliza Caps com ações em Maceió

 Dia Mundial de Luta Antimanicomial mobiliza Caps com ações em Maceió

Atividades visam maior interação entre usuários, familiares, profissionais de saúde e população

Cássia Oliveira/Ascom SMS

Sob a coordenação da Gerência de Atenção Psicossocial da Secretaria Municipal de Saúde, os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) do Município promovem uma série de ações para marcar a passagem do Dia Mundial de Luta Antimanicomial em Maceió. As atividades buscam reunir usuários, familiares, profissionais de saúde e a população em geral.

Nesta terça-feira (17), as atividades estarão concentradas no Mirante do Jacintinho, no horário das 15h às 17h. A ação, desenvolvida pelo Caps Noraci Pedrosa – localizado no Conjunto José Peixoto – reunirá usuários, familiares e profissionais de saúde numa ação interativa com a população, que contará com apresentação do Coral Vôa Vôa, demonstração da equipe de xadrez e de capoeira, aulão de zumba e exposição de artesanato.

Amanhã (18), Dia Mundial de Luta Antimanicomial, a comemoração mobilizará os Caps do Município com ações pela manhã e à tarde.

Confira a programação

CAPS Rostan Silvestre (Rua Augusto Cardoso, s/n, Jatiúca)

Horário: das 8h às 11h

Local: Nas proximidades da moldura instagramável da praia de Jacarecica

Ações: caminhada, aula de zumba, sessão de fotos

Horário: das 9h às 16h

CAPSI Doutor Luiz da Rocha Cerqueira (Av. Getúlio Vargas, s/n Conj. José Tenório)

Roda de conversa com usuários do serviço sobre o cuidado em liberdade

Na Praça Santa Terezinha (Conjunto José Tenório) – Panfletagem externa com a temática “Cuidado em liberdade é terapêutico”

Horário: 9h às 12h

CAPS Dr Sadi Feitosa de Carvalho ( Rua Dr. Oswaldo Cruz, s/n, Chã de Bebedouro)

Local: Praça do Mirante da Chã de Bebedouro

Ações: Artesanato na praça, aula de zumba, exposição e comercialização de materiais produzidos pelo CAPS

Horário: das 15 às 17h

CAPS Enfermeira Noraci Pedrosa (Rua Antônio Joaquim de Oliveira, 69, Jacintinho)

Ação: Roda de conversa “A Luta Antimanicomial e o cuidado em liberdade”

Tema

Este ano, a Gerência escolheu como mote a ser trabalhado o tema “Saúde Mental em Movimento: a Luta Antimanicomial e o cuidado em liberdade”. A definição do tema levou em consideração o movimento da saúde mental no contexto psicossocial de Maceió, focado na relação horizontal entre profissionais, usuárias (os) e familiares presentes no cenário do cuidado em liberdade.

“A luta antimanicomial nos mostra que o antigo modelo de assistência a pacientes com transtorno mental precisa ser superado cada vez mais, principalmente devido ao fortalecimento do cuidado em liberdade voltado para esses usuários, preconizado na Lei n° 10.216/2001, da Reforma Psiquiátrica, que representa um importante avanço para a sociedade como um todo”, ressalta a gerente de Atenção Psicossocial da SMS, Joselita Monteiro.

Luta Antimanicomial

O Movimento Nacional de Luta Antimanicomial surgiu em 18 de maio de 1987, em Bauru/SP, durante um Congresso de Trabalhadores de Saúde Mental. Desde então, a data tem sido marcada com um calendário nacional de mobilização, com discussões sobre a política de Saúde Mental no país e na defesa dos direitos das pessoas em sofrimento mental.

Desde a conquista da Lei da Reforma Psiquiátrica (Lei 10.216/2001), os trabalhadores, usuários e familiares almejam por sua efetivação que propõe o fechamento de todos os leitos psiquiátricos e, com eles, todas as práticas segregativas e violentas, propostas pelos manicômios ao longo de centenas de anos. Com a Lei, busca-se também construir na sociedade uma cultura de tratamento, convivência e tolerância em relação a esses usuários.

Yoná Micaella

Mais Notícias