Educação promove oficina para assistentes sociais da rede municipal de ensino aprovados no PSS 2022

 Educação promove oficina para assistentes sociais da rede municipal de ensino aprovados no PSS 2022

Capacitação com novos assistentes sociais escolares será realizada na sede da Semed. Foto: Luan Oliveira (estagiário)/Ascom Semed

Capacitação tem o objetivo de preparar os novos profissionais a implantar o Projeto Presença nas escolas

Jamerson Soares/Ascom Semed

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) vai promover uma oficina para os novos assistentes sociais selecionados no Processo Seletivo Simplificado (PSS) de 2022, com o intuito de capacitá-los para a implantação do Projeto Presença nas unidades escolares às quais foram lotados. A capacitação vai acontecer no dia 26 de maio, às 8h30, no auditório Paulo Freire, localizado na sede da secretaria, no Bom Parto.

Está prevista a presença de cerca de 22 profissionais na oficina, equipe técnica de Serviço Social e a coordenação do setor de Programas e Projetos Educacionais da pasta.

“Essa capacitação representa um grande avanço pra área do Serviço Social. Somos um dos Municípios com uma quantidade significativa de assistentes sociais nas unidades da Educação. A aquisição desses novos profissionais é de suma importância para a continuação do trabalho de apoio a esses estudantes e à instituição”, afirmou a assistente social e técnica do setor de Serviço Social, Regina Célia Ventura.

Assistente social e técnica do setor de Serviço Social da Semed, Regina Célia Ventura. Foto: Jamerson Soares (estagiário)/Ascom Semed
Assistente social e técnica do setor de Serviço Social da Semed, Regina Célia Ventura. Foto: Jamerson Soares (estagiário)/Ascom Semed

O Projeto Presença foi criado em 2014 e é direcionado a algumas escolas. Ele tem como base a realização de trabalhos socioassistenciais voltados para a instituição de ensino e para o aluno, objetivando a supervisão na frequência escolar e a diminuição da evasão desses estudantes.

Nele há uma equipe diretiva que fica responsável pela execução do trabalho, a entrega de fichas, apoio aos beneficiários do Auxílio Brasil, encaminhamentos para as políticas públicas como saúde, assistência e outros serviços, além da rede de proteção que é dada para a criança e o adolescente.

Com o trabalho de assistentes sociais, a Educação vai contar com mais de 60 profissionais capacitados com o projeto implantado e executado nas unidades.

Mais Notícias