Família feita refém revela que Lázaro exigiu que andassem em córrego para não deixar rastros: ‘Se pisar na areia, morrem’

 Família feita refém revela que Lázaro exigiu que andassem em córrego para não deixar rastros: ‘Se pisar na areia, morrem’

Família feita refém revela que Lázaro exigiu que andassem em córrego para não deixar rastros — Foto: Reprodução/TV Globo

Um casal e uma adolescente de 16 anos que foram feitos reféns por Lázaro Barbosa, de 32, revelou em entrevista exclusiva ao Fantástico que o suspeito de matar uma família em Ceilândia exigiu que eles andassem em córrego para não deixar rastros, em Cocalzinho de Goiás.

“Nós fomos para o córrego. Aí ele: ‘dentro d’água, dentro d’água, e não é para pisar na areia. Se pisar na areia, vocês morrem’. Para não deixar rastro, né?”, contou o homem.

A família foi sequestrada pelo suspeito por volta das 14h da última terça-feira (16). Um vídeo feito durante o resgate mostra o trio já com os policiais dentro de um rio (veja abaixo). Em seguida, vários tiros são disparados e os agentes começam a correr para retirar os moradores do local. Eles ficaram quase duas horas com o criminoso.

“As vítimas estão bem, três vítimas. [Tiros são disparados]. Se abriga, se abriga. Sai do rio. Polícia, polícia. Tem que tirar a família daqui. Vamos dar apoio para tirar as vítimas”, gritam os policiais.

Os agentes da força-tarefa chegaram à família após a filha do casal conseguir pedir socorro, antes de ser levada para o mato, por meio de uma mensagem para um policial que tinha visitado a casa no dia anterior.

“Eu mandei assim: ‘Socorro, Lázaro está aqui em casa’. Eu mandei o nome da fazenda e do proprietário”, disse.

A adolescente contou ainda que estava em seu quarto quando escutou o pai sendo abordado por Lázaro.

“Ele falou assim para mim: ‘não reage, não, se não o senhor morre’, disse o pai da adolescente.

A mãe dela disse que o criminoso pediu para que ela fizesse uma marmita com comida. Ela revelou ainda que o esposo foi amarrado e que todos tiveram os celulares roubados por Lázaro.

“Aí eu arrumei a comida. Ele: ‘passa o celular também’. Aí nisso ele já tinha amarrado o meu marido”, lembrou.

A família contou ainda que, enquanto os policiais faziam o cerco para socorrê-los, Lázaro disse que quando o helicóptero da corporação parasse de sobrevoar a região os soltariam, mas que era para levarem um recado para os agentes.

“Ele falou: ‘Mas é para vocês mandarem uma mensagem para eles, para os policiais, que enquanto eles estiverem fazendo isso, eles não deixar eu em paz, que eu quero sair do Goiás e do DF. Enquanto eles não deixar, eu vou continuar fazendo isso que eu estou fazendo com vocês”, contou.

Veja a cronologia:

  • 2007: Lázaro Barbosa foi preso em Barra dos Mendes, na Bahia, acusado de duplo homicídio. Secretaria de Segurança Pública diz que ele fugiu cerca de 10 dias após a prisão e é considerado foragido desde então.
  • 2009: Criminoso foi preso no Complexo Penitenciário da Papuda (CPP), em Brasília, por suspeita de roubo, estupro e porte ilegal de arma de fogo.
  • 2013: Laudo psicológico feito na Papuda descreve Lázaro como “psicopata imprevisível”, com comportamento agressivo, impulsivo, instabilidade emocional e falta de controle e equilíbrio.
  • Março de 2014: Prisão de Lázaro foi convertida para regime semiaberto.
  • 2016: Ele fugiu da Papuda.
  • 2018: Lázaro foi preso em Águas Lindas de Goiás, em cumprimento de três mandados de prisão por homicídio qualificado, porte ilegal de arma de fogo, roubo e estupro;
  • 23 de julho de 2018: Lázaro fugiu de Águas Lindas de Goiás.
  • 8 de abril de 2020: Ele invadiu uma chácara em Santo Antônio do Descoberto, em Goiás, e golpeou um idoso com um machado, sendo indiciado pelos crimes de roubo mediante restrição da liberdade das vítimas e emprego de arma branca e por tentativa de latrocínio.
  • 26 de abril de 2021: Lázaro invadiu uma casa no Sol Nascente (DF), quando trancou pai e filho no quarto e levou a mulher para um matagal e a estuprou.
  • 17 de maio de 2021: Ele fez uma família refém na mesma região, ameaçando os moradores com faca e arma de fogo. Nesse crime, ele mandou as pessoas ficarem nuas e, das 19h até meia-noite, prendeu os homens no quarto e as mulheres tiveram que cozinhar e servir um jantar para ele.
  • 9 de junho de 2021: Lázaro invadiu uma chácara no Incra 9, em Ceilândia (DF), onde matou a tiros e a facadas um casal e dois filhos.
  • 9 de junho de 2021: Roubou uma chácara em Ceilândia após o assassinato da família. Ele teria rendido o caseiro, o dono da propriedade e a filha dele.
  • 12 de junho de 2021: Lázaro fugiu para Cocalzinho de Goiás logo em seguida. Ele atirou em quatro pessoas, invadiu fazendas e colocou fogo em uma casa ao fugir da polícia. Os feridos foram levados a hospitais da região, sendo que dois estavam em estado grave até a terça-feira (15).
  • 13 de junho de 2021: Furtou um carro e o abandonou na BR-070 após avistar uma barreira policial, dando sequência à fuga para uma mata.
  • 14 de junho de 2021: Caseiro de Cocalzinho de Goiás disse à polícia que atirou em Lázaro Barbosa após ele falar que ia entrar na casa (veja o vídeo abaixo). Chacareiro relatou que ele fugiu depois de ser atingido.
  • 14 de junho de 2021: Lázaro foi filmado no curral de uma fazenda entre os distritos de Edelândia e Girassol (veja o vídeo abaixo). A polícia acredita que ele passou a noite no local. O caseiro diz que o homem pediu comida e em seguida fugiu para a mata.
  • 15 de junho de 2021: Dois policiais militares de Goiás foram baleados durante buscas do suspeito. Delegado diz que Lázaro fez casal e adolescente reféns em Edelândia. Uma parente da família relatou os momentos de pânico.
  • Na quarta-feira (16), Lázaro Barbosa foi visto por um morador em uma área rural.
  • Na quinta-feira (17), a polícia retomou as buscas em matas da região e mudou a base de operação pela segunda vez. Houve nova troca de tiros e secretário de segurança pública acredita que ele esteja ferido.
  • Na sexta-feira (18), durante buscas o secretário de segurança pública disse que acredita ter visto Lázaro. Segundo PRF, ele foi visto em um chiqueiro durante a tarde, mas fugiu novamente para vegetação.
  • No sábado (19), a houve uma grande movimentação de policiais na região de Águas Lindas, depois que um morador afirmou ter visto Lázaro em uma gruta da região. No mesmo dia, a cadela que atuou nas buscas pelas vítimas da tragédia de Brumadinho chegou a Cocalzinho de Goiás.
Digiqole ad

Matérias Relacionadas