spot_imgspot_img

Fed não recuará em intenção de meta de 2%


Com direito a voto nas decisões de juros deste ano, Goolsbee disse que monitora os preços do petróleo, como uma “área de preocupação”

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de Chicago, Austan Goolsbee, não adiantou qual pode ser seu próximo voto nas decisões de política monetária, e ressaltou que a instituição irá de fato reagir aos indicadores. Em participação em podcast da Bloomberg, o dirigente ressaltou, no entanto, que o Fed não recuará em sua intenção de atingir a meta de 2% na inflação.

Com direito a voto nas decisões de juros deste ano, Goolsbee disse que monitora os preços do petróleo, como uma “área de preocupação”. 

Outra mencionada foi o estoque de trabalho, que também poderia influir na inflação. “Mas isso também está perdendo fôlego”, acrescentou.

Goolsbee comentou sobre a possibilidade de controlar a inflação sem provocar uma grande recessão. Ele vê isso como possível no quadro atual, embora não garantido.

O dirigente notou ainda que o mercado espera que o Fed possa elevar os juros mais uma vez, mantendo-o em nível elevado por um tempo para conter a inflação. Segundo ele, a expectativa do mercado é que a inflação retorne à meta “relativamente no futuro próximo” sem uma recessão.

Goolsbee disse que o Fed monitora igualmente o mercado de títulos, após avanço recente nos juros dos Treasuries. Caso ocorra uma crise de crédito, poderia haver piora substancial no quadro, e o BC norte-americano se ajustaria a isso, disse ele.

Estadão Conteúdo


CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE



Fonte: R7

spot_imgspot_img

Últimas

Leia também

spot_imgspot_img

Padre e companheiro são presos vendendo Viagra e afrodisíacos na Espanha

A Guarda Civil da Espanha prendeu o pároco da Igreja de...

Recalcular decisões de vida é mais difícil para pessoas pobres e negras

"Não foi positivo, mas foi necessário", define o fluminense Flávio Gomes,...

Empresa é condenada após gerente criticar aparência de ex-estagiária

A Justiça do Trabalho condenou uma concessionária de automóveis de Sorocaba...