spot_img

Governo de Alagoas e Governo Federal firmam parceria para ampliação da internet no estado


O governador Paulo Dantas e a ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luciana Santos, assinaram, em solenidade realizada no Palácio Floriano Peixoto, uma parceria entre o Governo de Alagoas e o Governo Federal para a ampliação das Infovias no estado e para apoiar projetos de inovação em micro e pequenas empresas por meio do Programa Tecnova III. Somadas, as duas iniciativas representam mais de R$ 20 milhões em investimentos no estado, sendo mais de R$ 18 milhões em recursos federais. 

A ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Portugal, Elvira Fortunato, e o embaixador de Portugal no Brasil, Luís Faro Ramos, participaram do evento. Eles estão em Alagoas para uma agenda bilateral com a ministra Luciana Santos e o Governo do Estado.

A Infovia-AL faz parte do programa Conecta e Capacita, desenvolvido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), com recursos do Fundo Nacional para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT). Com cerca de mil quilômetros de extensão de fibra óptica, a Infovia-AL levará infraestrutura de internet para 15 municípios alagoanos, democratizando o acesso à educação, à pesquisa e à inovação em todo o estado.

O governador Paulo Dantas destacou a importância da parceria com o Governo Federal e também o papel da ciência, da tecnologia e da inovação para o crescimento de Alagoas. “Os recursos anunciados irão fortalecer as empresas alagoanas, para que elas possam expandir seus negócios, gerando mais emprego e renda. E também vão contribuir para levar internet de qualidade para desenvolver a educação no estado”, ressaltou. 

Paulo também relembrou o presidente Lula, quando ele afirmou em discurso que valorizar a ciência e a tecnologia é investir no futuro do Brasil. “Lembro do discurso do presidente Lula, quando ele destacou que investir em Ciência e Tecnologia é investir no futuro do nosso país. E ele tem razão, porque tudo hoje evolui com base na ciência e na tecnologia, que muito tem contribuído para o bem-estar da população”, lembrou.

De acordo com a ministra Luciana Santos, serão investidos cerca de R$ 8,2 milhões para levar conectividade para universidades, hospitais de ensino, museus, organizações que conservam acervos memoriais, agências de fomento, parques tecnológicos e ambientes de inovação, com possibilidade de ser utilizada também pelo Governo do Estado para sua própria transformação digital.

“O ‘Conecta e Capacita’ é um dos seis programas estratégicos do nosso ministério que foram incluídos no Novo Programa de Aceleração do Crescimento, o PAC. Nosso objetivo é ampliar a abrangência, a qualidade e a segurança da conectividade para educação e pesquisa no país. Queremos implantar um total de 18 infovias em parceria com os estados e o setor privado até 2026”, disse a ministra.

Já o Tecnova III chega a Alagoas para fomentar a inovação e o empreendedorismo no estado, com apoio a projetos de micro e pequenas empresas. O programa colocará R$ 12,2 milhões em Alagoas, beneficiando cerca de 50 empresas. Trata-se de um programa de subvenção descentralizada, realizado pelo MCTI, por meio da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), em parceria com um operador local, nesse caso, a Fapeal.

Do total de recursos, R$ 10,2 milhões virão do MCTI por meio do FNDCT, e R$ 2 milhões de contrapartida da Fapeal. Nesta terceira edição, o Tecnova também terá recursos disponíveis para a aceleração e para a internacionalização de empresas.

“Tenho dito que o nosso desafio é transferir o conhecimento produzido nas universidades e instituições de ciência e tecnologia para a sociedade na forma de produtos e serviços inovadores. E o Tecnova é um programa que tem a perspectiva de promover uma sinergia com os estados, o que permite atender as demandas de cada região, valorizando as vocações de cada lugar”, avaliou a ministra.

O secretário de Estado da Ciência e Tecnologia, Sílvio Bulhões, ressaltou a importância desta parceria que vai ampliar as Infovias levando mais desenvolvimento tecnológico para 15 municípios alagoanos. Além disso, ele enfatizou que Alagoas tem se destacado entre os demais estados como um polo tecnológico.

“Os investimentos que o Estado vem fazendo no campo da ciência e da tecnologia tem feito com que viremos referência para o país. Essa parceria entre o Governo de Alagoas e o Governo Federal vai ampliar ainda mais a nossa capacidade para avançar em pesquisas e incentivos. A CTI não é uma atividade fim, mas sim uma atividade meio para todas as demais, porque tudo passa pelo CTI e assim vai continuar por muitos e muito anos”, concluiu.

O evento contou com a participação também das secretárias Paula Dantas (Primeira Infância), Ângela Stemler (Esporte e Lazer), Renata Santos (Fazenda), a procuradora-Geral do Estado, Sâmya Suruagy, o secretário Victor Pereira (Governo), dos deputados Gilvan Barros Filho e Silvio Camelo, entre outras autoridades do estado.



Fonte: TNH1

Últimas

Leia também

spot_imgspot_img

Sandy diz que não se acha bonita sem maquiagem: ‘Me sinto desconfortável’

Sandy foi uma das convidadas do primeiro episódio de 50 & Tanto,...

Argentina presa por racismo no Maracanã é solta, mas não pode deixar Brasil

A torcedora argentina Maria Belen Mateucci -presa preventivamente por injúria racial...

Homem é condenado na Escócia por dirigir com para-brisas congelado

Um homem foi multado em £ 500 (cerca de R$ 3...