Governo de Alagoas participa de evento do grupo Mulheres do Brasil em Maceió

 Governo de Alagoas participa de evento do grupo Mulheres do Brasil em Maceió

Thiago Sampaio

A Primeira-dama Marina Dantas, e as secretárias Luiza Barreiros e Caroline Balbino, tem encontro com a empresária Luiza Helena Trajano

Cecília Tavares

A primeira-dama Marina Dantas, e as secretárias do Gabinete Civil, Luiza Barreiros, e do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Caroline Balbino, participaram, na manhã desta quinta-feira (19), no Hotel Jatiúca, de um encontro com o grupo Mulheres do Brasil, uma rede suprapartidária feminina que defende a liderança da mulher na construção de um país melhor. Alagoas tem a maioria do secretariado formado por mulheres.

Liderado pela empresária Luiza Helena Trajano, o grupo nasceu em 2013 e, atualmente, conta com 106 mil mulheres no país, com 154 núcleos em cinco continentes. Composta por diversos comitês – que vão desde o empreendedorismo feminino à saúde, educação e igualdade racial – o Mulheres do Brasil se propõe a engajar a sociedade na conquista de melhorias para o país.

Durante o evento em Maceió, mulheres de destaque em Alagoas, foram convidadas para o evento, debateram e compartilharam ideias sobre os mais diversos assuntos, sempre focando no protagonismo feminino. Na ocasião, a empresária Luiza Trajano foi presenteada com produtos de Alagoas pela primeira-dama e pela secretária Luiza Barreiros.


“O Mulheres do Brasil valoriza e impulsiona o trabalho, a autoestima e a determinação das mulheres na ocupação dos espaços e na geração de renda. As artesãs de Batalha enviaram uma amostra de seu trabalho como forma de dar as boas-vindas e manifestar apoio às mulheres que vieram aqui hoje para fortalecer os negócios e a criação de outras mulheres”, afirmou a primeira-dama de Alagoas e prefeita de Batalha, Marina Dantas.

A primeira-dama ressaltou ainda que as conquistas das mulheres são sempre um marco na história. “A conquista de espaços para as mulheres é sempre marcante. A empresária Luiza Trajano contou hoje que quando a homenageou, em 2020, a Câmara do Comércio Brasil-Estados Unidos mudou o título de seu evento anual de ‘Homem do Ano’ para ‘Personalidade do Ano’. 

A nomeação de 12 mulheres para compor o Governo de Alagoas é um marco na história de Alagoas. Mais do que um ato de governo, é um movimento de afirmação das mulheres nos espaços de poder, o reconhecimento à capacidade administrativa das mulheres. 


A chefe do Gabinete Civil conversou com o público e falou sobre o desafio de assumir uma pasta tão importante. “Quando o governador Paulo Dantas me convidou para assumir a Secretaria do Gabinete Civil, eu própria me questionei: ‘Eu, no Gabinete?’ Porque a gente está acostumada a ver galerias de secretários compostas majoritariamente por homens. Ontem, nós participamos da aposição da foto do ex-secretário Fábio Farias e numa galeria onde há três fileiras de fotos, há apenas uma mulher. Eu serei a segunda”, afirmou a secretária do Gabinete Civil, Luiza Barreiros, durante o evento.

E completou: “Ao aceitarmos o convite para compor 12 das 23 secretarias do Governo de Alagoas, nós estamos honrando as alagoanas que nos abriram o caminho e inspirando meninas e mulheres que olham para as galerias e se questionam sobre a conquista daquele espaço. Ações como o Mulheres do Brasil validam essa conquista”, pontuou.

A empresária Luiza Helena Trajano, da Magazine Luiza, falou sobre diversidade, destacando que o grupo Mulheres do Brasil é heterogêneo, e a inclusão de mulheres de várias classes sociais é fundamental. “O Mulheres do Brasil é um grupo heterogêneo, um grupo de mulheres de diferentes origens, etnias e raças, que têm um objetivo em comum: estimular a participação feminina na construção de um Brasil melhor e mais justo para todos os cidadãos”, afirmou.

Para a secretária Caroline Balbino, o evento foi de extrema importância para o público feminino, pois é através de iniciativas como essas que novas oportunidades surgem para as mulheres. “Iniciativas como a do grupo Mulheres do Brasil são fundamentais para gerar não só novas oportunidades para as mulheres, abrindo caminhos e possibilidades, mas também dentro de uma perspectiva mais abrangente, engajando as mulheres política e socialmente para tornar o nosso país um lugar melhor”, pontua a secretária Caroline Balbino.

Mais Notícias