spot_imgspot_img

Israel resgata dois reféns idosos sequestrados pelo Hamas



As Forças de Defesa
de Israel (IDF) informaram nesta segunda-feira (12) que resgataram dois reféns israelense-argentinos
detidos pelo Hamas. Fernando Simon Marman, de 60 anos, e Louis Har, de 70, foram
sequestrados durante o ataque terrorista registrado dia 7 de outubro. O resgate
ocorreu durante uma operação noturna na área de Rafah, extremo sul da Faixa de
Gaza que que faz fronteira com o Egito.

De acordo com a
página da campanha Bring Home Now, que apresenta informações a respeito dos sequestrados
pelo Hamas, os dois idosos estão em “boas condições de saúde e foram
transferidos para realização de exames médicos no maior hospital de Israel, o
Chaim Sheba Medical Center, no distrito de Tel Aviv.

“Temos uma
obrigação moral de trazer todos os nossos reféns para casa, uma obrigação que
continuaremos a cumprir fazendo tudo o que estiver ao nosso alcance”, disse
Daniel Hagari, porta-voz das Forças de Defesa de Israel.

Segundo a agência palestina “Wafa”, Israel bombardeou neste fim de semana várias áreas da cidade, onde vivem cerca de 1,4 milhão de civis palestinos, a maioria deles deslocados internamente para fugir do confronto. Ainda segundo a agência “Wafa”, cerca de 100 cidadãos, incluindo crianças e mulheres, foram mortos.

O presidente
dos Estados Unidos, Joe Biden, havia pedido horas antes ao primeiro-ministro
israelense, Benjamin Netanyahu, que se abstivesse de uma ofensiva militar nessa
cidade sem um plano para garantir a segurança dos civis.

Em um telefonema entre os dois líderes neste domingo, Biden também
defendeu medidas urgentes e específicas para aumentar o desempenho e a
consistência da assistência humanitária a civis palestinos inocentes.

“Uma
operação militar em Rafah não deveria ser realizada sem um plano crível e
executável para garantir a segurança e o apoio às mais de um milhão de pessoas
ali abrigadas”, disse Biden durante a conversa, segundo um comunicado da Casa
Branca.

Netanyahu
garantiu neste domingo que Israel está determinado a levar a cabo uma ofensiva
terrestre sobre Rafah, enquanto cresce a pressão internacional
alertando contra esta operação.



Fonte: Gazeta do Povo

spot_imgspot_img

Últimas

Leia também

spot_imgspot_img

Padre e companheiro são presos vendendo Viagra e afrodisíacos na Espanha

A Guarda Civil da Espanha prendeu o pároco da Igreja de...

Recalcular decisões de vida é mais difícil para pessoas pobres e negras

"Não foi positivo, mas foi necessário", define o fluminense Flávio Gomes,...

Empresa é condenada após gerente criticar aparência de ex-estagiária

A Justiça do Trabalho condenou uma concessionária de automóveis de Sorocaba...