spot_imgspot_img

Israelense fica sabendo sobre a morte de seu marido durante entrevista



Uma mulher israelense chamada Shaylee Atary recebeu uma notícia devastadora enquanto concedia uma entrevista para a emissora britânica Sky News: a de que seu marido, o cineasta Yahav Winner, havia morrido durante os ataques do grupo terrorista Hamas realizados contra Israel no último sábado (7).

Atary, que também é cineasta, estava segurando nos braços sua filha, uma bebê de apenas dez meses de vida chamada Shaya, quando recebeu a trágica informação sobre a morte de seu esposo.

Segundo informações do jornal britânico The Telegraph, Atary e sua bebê haviam fugido de sua casa, que fica localizada no assentamento de Kfar Aza, no sul de Israel, após o local se tornar alvo de um massacre orquestrado pelos terroristas do Hamas durante a invasão do grupo islâmico ao território de Israel no sábado.

No momento em que recebeu a notícia, Atary estava falando com um correspondente da Sky News sobre como os terroristas tentaram invadir sua casa durante o massacre realizado no assentamento. Ela ainda aguardava por informações sobre o paradeiro de Winner, que até o momento da entrevista era dado como desaparecido.

A equipe da Sky News capturou o momento em que a mulher recebeu a informação sobre a morte de seu esposo. Pelas imagens, Atary inicialmente pensa que Winner havia sido encontrado ferido ou que haviam confirmado a informação sobre um possível sequestro dele.

No entanto, ela começa a chorar desesperadamente quando pega o telefone e escuta de um membro das Forças de Defesa de Israel que o corpo de Winner havia sido encontrado.

A mãe de Atary permaneceu em silêncio, sentada no chão, enquanto os familiares dela seguravam a bebê Shay. O desespero tomou conta da sala onde eles estavam.

Ao comentar o triste momento, o correspondente
da Sky News afirmou que “este é o horror da guerra. A família nos
permitiu mostrar isso para que todos entendam como [a guerra] é”.

Segundo o Telegraph, em uma entrevista concedida dias atrás para um veículo de comunicação local, Atary compartilhou os momentos de terror que viveu junto ao seu esposo no assentamento israelense durante o massacre do Hamas. Ela disse que havia escondido sua bebê em um bunker, onde a pequena teve que ficar por cerca de um dia sem água e comida.



Fonte: Gazeta do Povo

spot_imgspot_img

Últimas

Leia também

spot_imgspot_img

Promoção pessoal: MPAL divulga recomendações à prefeitura de Pilar após posts em rede social

O Ministério Público de Alagoas divulgou, na manhã desta sexta-feira (23),...

Cruzamento no Pinheiro fica interditado até segunda; veja como fica o trânsito

A interdição no cruzamento da Travessa Professor José da Silveira Camerino...

Foragido de Sergipe com vasta ficha criminal nos últimos 20 anos é preso em Arapiraca

A Polícia Civil de Alagoas prendeu, no município de Arapiraca, Agreste de...