Jardineiro isolado por 5 dias em ilha no Rio conta que comeu limão e carvão para sobreviver

 Jardineiro isolado por 5 dias em ilha no Rio conta que comeu limão e carvão para sobreviver

Nelson Nedy Ribeiro, de 50 anos, se abrigou numa tenda de pescadores e bebeu água doce misturada com salgada.

Por Anita Prado, Fernanda Graell e Flávia Jacomo, TV Globo

Nelson Nedy Ribeiro, o jardineiro que ficou literalmente ilhado por cinco dias depois de ser arrastado pelo mar em Grumari, na Zona Oeste do Rio, contou ter sobrevivido ao isolamento comendo dois limões, um pedaço de carvão e bebendo água salgada misturada com doce.

Em entrevista à TV Globo no domingo (14), Nelson deu detalhes dos dias que passou na Ilha de Palmas após uma onda o arrastar para o mar num local chamado Roncador, em Grumari.

O sábado era o sexto dia de Nelson na Ilha das Palmas, um pedaço rochoso inabitado a um quilômetro e meio da Praia de Grumari — uma parte pouco movimentada do litoral da Zona Oeste carioca a mais de 35 quilômetros de Copacabana —, mas a três quilômetros do ponto onde o jardineiro caiu (veja mais abaixo arte com a localização da ilha).

“Muito frio, sem água… Caiu uma chuvinha, eu colocava a mão nas gotinhas de chuva e apanhava, pra molhar a boca. Eu estava com muita sede. A noite passou tão rápido que eu nem acreditei”, contou Nelson sobre a primeira noite que dormiu na ilha.

Jardineiro Nelson Nedy Ribeiro, de 50 anos, caiu no mar no Roncador e foi arrastado para a Ilha de Palmas — Foto: Guilherme Vizane/ TV Globo
Jardineiro Nelson Nedy Ribeiro, de 50 anos, caiu no mar no Roncador e foi arrastado para a Ilha de Palmas — Foto: Guilherme Vizane/ TV Globo

Ao amanhecer, o homem disse tentou andar pelas pedras para chegar a algum local que ficasse na reta da praia, na esperança de que alguém o visse e o socorresse.

Nelson teve sorte. Ao caminhar, encontrou uma barraca usada por pescadores da região. Não havia ninguém, mas sob as ripas improvisadas ele encontrou colchonete e um cobertor.

Água salgada com doce

Era terça-feira (9), e lá o jardineiro passou o dia todo. Foi quando ele teve outro encontro com a sorte. O homem revirou o mato e encontrou duas garrafas d’água. Uma era de água limpa. Com medo de acabar com o líquido todo de uma vez, ele bebia aos poucos, misturado com água salgada.

Comida não tinha. Tudo que encontrou foram dois limões com casca, que comeu. Na sexta-feira (12) o desespero foi tanto que Nelson disse ter comido um pedaço de carvão. A ideia não foi boa, disse. Segundo o jardineiro, o carvão só deixou a boca dele mais seca.

Emocionado, Nelson narrou que na quarta-feira (10) tentou improvisar uma prancha com isopores e uma porta de compensado. Ele se lançou no mar, mas a corrente o arrastou de volta para a ilha.

O resgate

Homem foi resgatado e levado de helicóptero para hospital — Foto: Divulgação
Homem foi resgatado e levado de helicóptero para hospital — Foto: Divulgação

Bombeiros resgataram Nelson no sábado (13). Ele foi avistado por um banhista numa moto aquática, que em seguida acionou o socorro.

Nelson tinha ferimentos leves e arranhões, e foi levado de helicóptero para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, onde recebeu atendimento médico.

Yoná Micaella

Mais Notícias