spot_imgspot_img

Justiça condena a 21 anos acusado de matar garota de programa trans em Maceió


A Justiça de Alagoas condenou a 21 anos e três meses de prisão o réu Sávio Silva Monteiro Estevam, acusado de matar a mulher trans Alessia Rodriguez, de 20 anos, em Cruz das Almas, em Maceió. O crime aconteceu em janeiro de 2021. A sentença foi proferida no começo da noite desta terça-feira (3) pelo juiz Yulli Roter Maia, da 7ª Vara Criminal da Capital. 

De acordo com a denúncia feita pelo Ministério Público de Alagoas, Sávio Silva Monteiro Estevam teria asfixiado Alessia Rodriguez dentro do próprio apartamento, durante um programa sexual. Segundo a denúncia, Sávio teria oferecido o seu celular como garantia de pagamento pelo programa da vítima, porém ele teria se recusado a entregar o aparelho.

Além da pena de mais de 21 anos em regime fechado, o réu terá que pagar uma indenização no valo de R$ 50 mil aos familiares da vítima. A decisão do juiz foi tomada após todos os jurados reconhecerem as alegações feitas pelo MP-AL. 

Alessia Rodriguez (à esquerda) e Sávio Silva (à direita). Foto: Reprodução

O caso – Uma mulher transexual de 20 anos, identificada como Alessia Rodriguez, morreu por enforcamento, com um golpe conhecido como mata leão, dentro de um prédio no bairro da Cruz das Almas, na noite dessa sexta-feira (19). Segundo informações de agentes do Programa Ronda no Bairro, uma amiga da vítima conseguiu acioná-los após aparecer na sacada do apartamento onde aconteceu o crime.

Os agentes conseguiram prender o responsável pelo crime em flagrante no local. Ele contou que teve relações sexuais com a mulher e que ela teria furtado o seu celular como garantia do pagamento do programa. Os dois entraram em luta corporal. Ao tentar fugir do local ele foi ao quarto da amiga da vítima, que conseguiu colocá-lo para fora e pediu ajuda à polícia.

 



Fonte: TNH1

spot_imgspot_img

Últimas

Leia também

spot_imgspot_img

Padre e companheiro são presos vendendo Viagra e afrodisíacos na Espanha

A Guarda Civil da Espanha prendeu o pároco da Igreja de...

Recalcular decisões de vida é mais difícil para pessoas pobres e negras

"Não foi positivo, mas foi necessário", define o fluminense Flávio Gomes,...

Empresa é condenada após gerente criticar aparência de ex-estagiária

A Justiça do Trabalho condenou uma concessionária de automóveis de Sorocaba...