domingo, fevereiro 5, 2023
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
HomePolíticaLula ouve de ministros do STF elogios a Múcio para Defesa -...

Lula ouve de ministros do STF elogios a Múcio para Defesa – 02/12/2022 – Poder

Em jantar com senadores e ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ouviu elogios a José Múcio Monteiro, cotado para o Ministério da Defesa, e um relato de que o ministro atual, general Paulo Sérgio Nogueira, sinalizou que o nome planejado pelo petista para comandar a pasta seria bem recebido.

O jantar ocorreu na quinta-feira (1º) na casa da senadora Kátia Abreu (PP-TO), em Brasília, e reuniu uma série de autoridades.

Segundo relatos feitos à Folha, além de Lula e da futura primeira-dama, Rosângela Silva, a Janja, estavam os ministros do STF Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Ricardo Lewandowski e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD).

Participantes narraram à reportagem que o senador Marcelo Castro (MDB-PI) contou que o ministro da Defesa sinalizou que o ex-presidente do TCU (Tribunal de Contas da União) José Múcio Monteiro seria bem aceito pelos militares para comandar o ministério. Castro e Nogueira haviam se encontrado na véspera para tratar do Orçamento de 2023.

Outros convidados reforçaram os elogios a Múcio e destacaram, por exemplo, que o ex-presidente do TCU é habilidoso, com capacidade de aglutinar as pessoas. Múcio não participou do jantar. O ex-ministro viajou nesta quinta ao Recife para encerrar sua empresa de consultoria e não ter impedimentos legais para a nomeação.

De acordo com participantes do jantar, o próprio presidente eleito teceu elogios ao ex-ministro do TCU, considerado um grande amigo do petista. Múcio foi indicado ao tribunal pelo próprio Lula em 2009.

Segundo relatos, Lula já disse a Múcio que gostaria de trabalhar com ele e que precisaria dele no governo. O ex-ministro, por sua vez, respondeu que o petista poderia contar com ele para o que fosse necessário.

Também estavam presentes no jantar, segundo relatos feitos à reportagem, o vice-presidente do TCU, Bruno Dantas, o ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Mauro Campbell, e os senadores Renan Calheiros (MDB-AL), Davi Alcolumbre (União Brasil-AP), Alexandre Silveira (PSD-MG) e Weverton Rocha (PDT-MA).

Campbell é considerado um dos cotados para assumir uma das vagas que serão abertas no STF. Já o nome de Silveira tem sido ventilado para comandar um dos ministérios que deve ser reservado ao PSD. O senador mineiro é aliado de Pacheco e foi um dos coordenadores da campanha do petista em Minas Gerais.

Convidados afirmaram que o clima do encontro foi de descontração e que as conversas giraram em torno de amenidades. Lula não tratou de ministérios e brincou que precisaria de cem lugares na Esplanada para contemplar todos os pedidos que têm recebido.

Nesta sexta-feira (2), Kátia Abreu publicou duas fotos nas redes sociais, ao lado de Lula e Janja e do marido, Moisés Pinto Gomes.

Um prazer grande conviver com Janja e Lula. Casal up [para cima]! Muita harmonia e paixão”, escreveu. Um dos convidados contou que a senadora serviu comida baiana, e que o jantar foi preparado pelo marido dela.

Pessoas que estiveram com Lula durante a semana dão como certa a indicação de Múcio para o Ministério da Defesa, e afirmam que o petista também tem sinalizado que o senador eleito Flávio Dino (PSB-MA) deve assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública no formato atual —sem que a pasta seja dividida entre Justiça e Segurança Pública, como ocorreu no passado.

Apesar das movimentações nos bastidores, Lula disse nesta sexta-feira que só indicará os nomes de seu ministério após ser diplomado, em 12 de dezembro. A expectativa é que ele possa confirmar o quanto antes o ministro da Defesa e, em seguida, ou quase concomitantemente, os comandantes das Forças Armadas.

Integrantes do STF e aliados esperam que a nomeação para esses cargos agilize a transição no Ministério da Defesa, e, ao elencar novos comandantes, que estes possam dialogar internamente e ajudar a arrefecer os atos antidemocráticos que têm ocorrido na frente de quartéis desde a derrota do presidente Jair Bolsonaro (PL).

O nome da Fazenda também é muito aguardado. Aliados dizem que Lula tem dado sinais fortes de que Fernando Haddad, ex-prefeito de São Paulo, será mesmo confirmado no cargo. Dino, que recebeu um gesto público de Lula ainda durante a campanha, também deverá ser um dos primeiros confirmados.

Fonte: Câmara dos Deputados

NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Publicidade -

ÚLTIMAS