Ministro da Defesa pede acesso “urgentíssimo” a código-fonte de urnas

 Ministro da Defesa pede acesso “urgentíssimo” a código-fonte de urnas

Billy Boss/Câmara dos Deputados

O acesso aos códigos-fonte do sistema de votação foi aberto em outubro de 2021 para todas as entidades cadastradas para auditoria

Metrópoles

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu novo pedido do Ministério da Defesa para disponibilização de código-fonte das urnas eletrônicas. O ofício assinado pelo ministro, Paulo Sérgio Nogueira, solicita acesso “urgentíssimo”, dentro dos procedimentos de fiscalização previstos em resolução da Corte.

O prazo estipulado no documento endereçado a Edson Fachin é de 2 a 12 de agosto de 2022. O pedido faz parte de demandas do ministério para fiscalização e auditorias nas urnas.

Com o acesso ao código-fonte, que é um conjunto de comandos escritos em linguagem de programação que compõem um software, o ministério pode testar a tecnologia, achar possíveis falhas e sugerir correções, por exemplo. A intenção é checar a confiabilidade do sistema eleitoral.

O ministro especifica que a celeridade no pedido deve-se ao “exíguo tempo disponível até o dia da votação”. As eleições gerais no Brasil ocorrem em 2 de outubro.

Mais Notícias