Mulher trans é encontrada morta com marcas de violência na Praia da Avenida

 Mulher trans é encontrada morta com marcas de violência na Praia da Avenida

Larah foi encontrada morta na Praia da Avenida | Divulgação/CAERR

TNH1

A mulher trans Larah Skalwalker, de 26 anos, foi encontrada morta com sinais de violência, na Praia da Avenida, em Maceió, na manhã deste domingo, 22. A causa da morte, no entanto, será revelada após exame de necropsia no Instituto Médico Legal (IML). Ninguém foi preso até o momento.

De acordo com informações passadas pelo Centro de Acolhimento Ezequias Rocha Rego (CAERR), 1ª casa de acolhimento para a população LGBTQIAP+ de Alagoas, Larah é natural de Maceió e teria sido estuprada, torturada e vítima de enforcamento. O corpo dela foi deixado próximo ao Memorial da República.

O CAERR comunicou ainda, através do perfil oficial do Centro de Acolhimento no Twitter, que foi a sétima morte de uma pessoa LGBT+ em 2022 no estado. Veja abaixo:

Policiais militares estiveram na praia e acompanharam os trabalhos da perícia e do IML. Os populares que estavam próximos ao corpo desconhecem a autoria do crime. O caso deve ser investigado pela Delegacia de Homicídios.

Mais Notícias