segunda-feira, dezembro 5, 2022
HomeEsportesO bom e o mau sinal para Neymar após lesão que ameaça...

O bom e o mau sinal para Neymar após lesão que ameaça seu ‘sonho’ na Copa do Mundo do Qatar

Neymar não conseguiu esconder a tristeza ao deixar o Estádio Lusail após a vitória do Brasil sobre a Sérvia, por 2 a 0, nesta quinta-feira (24). Na passagem pela zona mista, onde ficam os jornalistas, nenhuma palavra e olhos ainda marejados, após chorar no banco de reservas ao ser substituído. O maior craque da seleção…

Neymar não conseguiu esconder a tristeza ao deixar o Estádio Lusail após a vitória do Brasil sobre a Sérvia, por 2 a 0, nesta quinta-feira (24). Na passagem pela zona mista, onde ficam os jornalistas, nenhuma palavra e olhos ainda marejados, após chorar no banco de reservas ao ser substituído.

O maior craque da seleção brasileira teve uma entorse no tornozelo direito após lance com Nikola Milenkovic e iniciou em campo mesmo tratamento com gelo. Neymar saiu do estádio andando, mas mancando bastante. Com meias pretas e chinelo, foi possível ver claramente o inchaço na região.

Há bons e maus sinais depois da lesão. Começando pelo positivo: a comissão médica do Brasil entendeu que não é necessário ainda marcar exames de imagem para o jogador. Em caso de um corte da convocação, por exemplo, somente a avaliação pode precisar a gravidade do problema.

Em 2019, antes da estreia na Copa América, Neymar foi cortado após um amistoso com o Qatar. Na ocasião, ele também teve problema no pé direito e foi fazer exames assim que saiu do estádio. Na mesma noite daquele jogo, a CBF anunciou que era fim do torneio para o atacante.

Claro, a dimensão de uma Copa do Mundo é muito maior do que a disputa envolvendo apenas clubes da América do Sul, mas o fato de Neymar não ser sequer submetido a exames é um bom sinal. Soma-se a isso a entrevista do técnico Tite, tentando tranquilizar os torcedores brasileiros.

”Pode ter certeza que o Neymar vai jogar a Copa. Tenho certeza absoluta disso. Ele vai jogar a Copa”, cravou o treinador, em entrevista coletiva, com base muito mais no feeling do que no diagnóstico médico de Rodrigo Lasmar, que estava ao lado de Tite e foi bem mais cauteloso.

“Precisamos aguardar 24 ou 48 horas para ter uma ideia mais clara sobre a situação do jogador. Não existe de fato um exame de imagem marcado, caso exista a necessidade, nós o faremos. Mas isso vai ser decidido à medida que ele seja avaliado amanhã. A expectativa é de observação, qualquer coisa que falarmos agora sobre a evolução ou a sequência dele é prematura. É importante aguardar.”

A primeira impressão no vestiário do Brasil, porém, foi pessimista, em um indicativo ruim para Neymar. O temor é que o problema não seja tão simples, pensando, inclusive, na Copa do Mundo como um todo, e não somente no próximo jogo, contra a Suíça, na segunda-feira (28).

Preocupa também o fato de a lesão ter acontecido no pé direito, o mesmo que Neymar já teve fratura no quinto metatarso e precisou de cirurgia em 2018, às vésperas da Copa da Rússia, e também onde sofreu a entorse – com ruptura de ligamentos – que o tirou da Copa América de 2019.

É curioso que Neymar vinha sendo celebrado por companheiros de seleção justamente por ter conseguido chegar à Copa do Qatar no auge de sua condição física, sem problemas anteriores para se preocupar, como aconteceu há quatro anos. Em termos de Mundiais, o de 2014, também não guarda boas lembranças para o astro, que sofreu grave lesão após lance com Juan Camilo Zuñiga.

Conquistar a Copa do Mundo, porém, é o grande sonho de Neymar, como ele próprio definiu após postar imagem do escudo da seleção brasileira com uma sexta estrela, em referência ao hexa. Sua irmã, Rafaella, usou o mesmo termo em suas redes sociais ao mandar recado ao irmão. Agora, o que todos esperam é que tudo isso não vire pesadelo por causa de mais uma lesão.



Fonte: Alagoas 24 Horas

NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Publicidade -

ÚLTIMAS