Palmeiras faz melhor fase de grupos da história da Libertadores e bate mais dois recordes; veja lista

 Palmeiras faz melhor fase de grupos da história da Libertadores e bate mais dois recordes; veja lista

Jogadores do Palmeiras comemoram gol de Gustavo Scarpa — Foto: Marcos Ribolli

Por: ge

O Palmeiras alcançou mais duas marcas históricas na atual edição da Copa Libertadores ao vencer o Deportivo Táchira por 4 a 1, nesta terça-feira, no Allianz Parque, pela última rodada do Grupo A da competição.

Já classificado antecipadamente, o Verdão garantiu a liderança geral entre todos os que avançam às oitavas de final e terá a vantagem do mando de campo nas próximas fases. Além disso, alcançou a melhor campanha e o melhor ataque da história da primeira fase da Libertadores.

Os dois recordes se somam a outros que o Verdão já havia conseguido durante a fase de grupos. Veja todos abaixo:

Melhor campanha e ataque

Com 18 pontos em 18 possíveis, o Verdão fez 25 gols até aqui e ultrapassou o River Plate de 2020 com o melhor ataque da história da primeira fase.

Ao mesmo tempo, o time obteve a melhor campanha na história da primeira fase ao superar o Boca Juniors de 2015, que também somou 18 pontos em 18 possíveis e teve saldo de 17 gols pró (19 gols marcados e dois sofridos). O Verdão chegou aos 22 gols de saldo (25 gols a favor e três contra).

Desde que a Libertadores passou a ter seis jogos na primeira fase, apenas quatro times conseguiram 100% de aproveitamento: o Vasco em 2001, o Santos em 2007, o Boca em 2015 e agora o Palmeiras.

Artilharia histórica

A primeira fase teve disputa dentro do elenco por mais uma marca: Rony e Raphael Veiga ultrapassaram o ex-meia Alex na lista dos goleadores máximos do Palmeiras na Libertadores.

Veiga, que não jogou nesta terça, terminou a fase de grupos com 14 gols, impulsionado pelos três que marcou na goleada por 5 a 0 sobre o Independiente Petrolero, na Bolívia. Rony jogou, fez um gol e foi aos mesmos 14, acirrando a disputa. Ambos superaram os 12 de Alex, campeão do torneio continental pelo Palmeiras em 1999.

Rony fez gol em Palmeiras x Deportivo Táchira e chegou a 14 na história da Libertadores — Foto: Marcos Ribolli
Rony fez gol em Palmeiras x Deportivo Táchira e chegou a 14 na história da Libertadores — Foto: Marcos Ribolli

Artilharia atual

Rafael Navarro encerrou a fase de grupos com sete gols e lidera a tabela de artilheiros desta edição da Libertadores. Contratado do Botafogo, ele não tem tido tanta sequência com Abel Ferreira, mas brilha na competição continental, em que o técnico conseguiu rodar o elenco.

Visitante indigesto

Com vitórias sobre Deportivo Táchira, na Venezuela, Independiente Petrolero, na Bolívia, e Emelec, no Equador, o Palmeiras estendeu sua invencibilidade como visitante na Libertadores para 18 jogos, um recorde absoluto no torneio e que se estendeu em 2022.

A última derrota do Palmeiras fora de casa na Libertadores foi em 2019, contra o San Lorenzo, por 1 a 0, na Argentina.

Mais Notícias