domingo, fevereiro 5, 2023
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
HomeNordesteParaíba tem 4º maior percentual do Brasil de jovens que não estudam...

Paraíba tem 4º maior percentual do Brasil de jovens que não estudam nem trabalham, diz IBGE

Entre os jovens de 15 a 29 anos de idade na Paraíba, aproximadamente 35,1% não estudavam nem trabalhavam no ano de 2021, segundo a Síntese de Indicadores Sociais 2022, divulgada nesta sexta-feira (2), pelo Instituto Brasileira de Geografia e Estatística (IBGE). Essa é a 4ª maior proporção do país, fazendo que com o índice paraibano fique atrás apenas dos resultados do Maranhão, de 37,7%; Alagoas, de 36,6%; e do Acre, de 35,5%.

A porcentagem paraibana foi maior que as observadas nas médias do Brasil, de 25,8%; e do Nordeste, de 33%.

A proporção de jovens que não estudavam nem trabalhavam foi maior no grupo de 25 a 29 anos de idade, sendo de 41,9%; seguida pelo de 18 a 24 anos, de 41%. No de 15 a 17 anos, por outro lado, era bem menor, ficando em 8,1%.

Também de acordo com o levantamento, dos 339 mil jovens nessa condição, cerca de 25,9% estavam na força de trabalho, mas desocupados. Isso significa que eles tinham tomado alguma providência para procurar uma ocupação. Já os outros 74,1% estavam fora da força de trabalho.

Mercado de trabalho

Em 2021, foi registrada alta no nível de ocupação na Paraíba, que passou de 40,3%, em 2020, para 41,5%. Apesar disso, esse ainda foi o 2º menor valor da série histórica, iniciada em 2012, contrastando com o ponto mais alto, observado em 2014, de 53%.

Conforme o IBGE, das cerca de 1,3 milhões de pessoas ocupadas no estado em 2021, 25,9% tinham a posição de empregado com carteira de trabalho assinada; 26,6% de empregado sem carteira de trabalho assinada; 11% de militar ou funcionário público estatutário; 30,8% de conta própria; e 3,1% de empregador.

O salário médio geralmente recebido pelas pessoas de 14 anos ou mais, que estavam ocupadas em 2021, era de R$ 1.706.



Fonte: Portal Nordesde

NOTÍCIAS RELACIONADAS
- Publicidade -

ÚLTIMAS