PF confirma que material encontrado pertence à dupla desaparecida na Amazônia

 PF confirma que material encontrado pertence à dupla desaparecida na Amazônia

Crédito: Reprodução/Comando Militar Amazônia

CNN

A Polícia Federal (PF) confirmou que o material encontrado neste domingo (12) na Amazônia pertence ao indigenista Bruno Araújo Pereira e ao jornalista inglês Dom Phillips, que sumiram no último dia 5 quando faziam o trajeto entre a comunidade Ribeirinha São Rafael até o município de Atalaia do Norte, no Amazonas.

De acordo com nota enviada pela corporação, foram encontrados um cartão de saúde, uma calça, um chinelo e um par de botas pertencentes a Araújo; e um par de botas e uma mochila com roupas de Dom Phillips.

Segundo o comitê de crise instaurado pela Polícia Federal, as buscas neste domingo se concentraram na região do rio Itaquaí, “especialmente na área onde foi encontrada uma outra embarcação aparentemente de propriedade de Amarildo da Costa Oliveira, que se encontra com prisão temporária decretada por conta dos fatos”.

“No esforço de busca foram percorridos cerca de 25 quilômetros com procuras minuciosas pela selva, em trilhas existentes na região, áreas de igapós e furos do rio Itaquaí”, acrescentou a PF.

Apesar de a polícia ter confirmado que os materiais são de Pereira e Phillips, ainda não há informações sobre o paradeiro da dupla. “Nada é mais importante do que a busca pelos senhores Bruno Pereira e Dom Phillips. Os órgãos federais e estaduais reforçam o compromisso com a elucidação dos fatos e mantém a esperança de encontrá-los”, finaliza a polícia.

Avanço nas investigações

Mais cedo, também neste domingo, a Univaja (União das Organizações Indígenas do Vale do Javari (Univaja) informou na tarde deste domingo (12) que foi encontrada uma embarcação na região de buscas pelo jornalista e pelo indigenista.

Na sexta-feira (10), equipes que integram a Operação Javari localizaram “material orgânico aparentemente humano” no rio Itaquaí, próximo ao porto de Atalaia do Norte.

O conteúdo foi encaminhado para análise pericial pelo Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal. Também serão analisadas amostras de sangue encontradas na embarcação de Amarildo apreendida na quinta-feira (9).

Conhecido como Pelado, Amarildo foi preso em flagrante na última terça-feira (7) por suspeita de envolvimento no desaparecimento de Pereira e Phillips.

Mais Notícias