Prefeito de Rio Largo e quatro secretários são afastados dos cargos; vice-prefeita toma posse nesta sexta

 Prefeito de Rio Largo e quatro secretários são afastados dos cargos; vice-prefeita toma posse nesta sexta

TNH1

O Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF-5) determinou o afastamento do prefeito de Rio Largo, Gilberto Gonçalves, e dos secretários municipais de Saúde, Educação, Finanças, e Assistência Social nessa quinta-feira (11). A decisão ocorreu no mesmo dia da Operação Beco da Pecúnia, ação que investiga possíveis crimes de desvios de recursos públicos federais, lavagem de dinheiro e organização criminosa, com recursos do FUNDEB e SUS.

De acordo com o TRF-5, eles vão ficar afastados por ao menos 60 dias e, a vice-prefeita Cristina Gonçalves, esposa de Gilberto Gonçalves, assume a gestão do município durante o período. A posse dela está marcada para acontecer às 10h desta sexta-feira, na Câmara Municipal de Rio Largo

Como havia adiantado a Polícia Federal, os agentes públicos estão proibidos de frequentar órgãos do município, manter contatos entre si e de ausência do país, devendo entregar o passaporte, além da imediata suspensão dos contratos entre as pessoas jurídicas e o município de Rio Largo.

Operação – De acordo com a investigação, teriam ocorrido possíveis ilegalidades nas contratações e respectivos pagamentos realizados pelo município de Rio Largo, em favor de duas pessoas jurídicas, para aquisições de material de construção, peças e serviços para veículos, as quais teriam recebido do citado município o valor aproximado de R$ 20 milhões.

A investigação identificou que, entre 2019 e 2022, foram realizados 245 saques “na boca do caixa” de contas de tais empresas, com o valor individual de R$ 49 mil, logo após terem recebido recursos de contas do município de Rio Largo, visando burlar o sistema de controle do Banco Central/COAF, que prevê a obrigatoriedade das instituições bancárias informarem automaticamente transações com valores iguais ou superiores a R$ 50 mil.

Mais Notícias