Prefeitura prepara Maceió para conquistar Selo de Cidade Criativa da Unesco na área de gastronomia

 Prefeitura prepara Maceió para conquistar Selo de Cidade Criativa da Unesco na área de gastronomia

Foto: Ascom Semtel

Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer criou um Conselho Gestor para propor ações voltadas ao fomento da gastronomia da capital; primeira ação acontece nesta quinta-feira (7)

Cláudia Leite / Ascom Semtel

Sabores que se misturam do litoral ao sertão, tradições seculares e técnicas peculiares fazem da gastronomia um dos principais cartões de visita de Maceió e o segundo motivo pelo qual os turistas escolhem visitar a cidade.

Com o intuito de tornar essa riqueza gastronômica mundialmente conhecida, a Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer (Semtel) criou o Conselho Gestor de Cidades Criativas de Maceió, que tem como principal meta preparar o destino para integrar a Rede Mundial de Cidades Criativas da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), através do Selo de Cidade Criativa da Gastronomia, chancela concedida pela Organização.

Para trocar experiências, discutir o plano de trabalho e propor ações, representantes do Conselho Gestor se reúnem nesta quinta-feira (7), na sede do Sebrae Alagoas, para entender os critérios, metas e ações necessárias para que a cidade realize a candidatura, com inscrições previstas para 2023.

Além da Semtel e das instituições que representam o Conselho, estarão presentes na oficina as consultoras do FloripAmanhã, organização que auxilia cidades a se tornarem mais criativas e sustentáveis, a representante do Ministério do Turismo (Mtur) e professora de gastronomia do IFB, Ana Paula Jacques; chefs de Maceió e representantes do trade turístico.

“Para que Maceió receba o título de cidade criativa do programa da UNESCO é necessário cumprir diversos requisitos e criar uma grande rede com diferentes setores para compartilhamento de ideias e ações. Escolhemos a gastronomia pois é uma vocação natural do destino, sendo esse o segundo motivo pelo qual os visitantes escolhem a cidade para viajar. Temos uma longa caminhada até 2023 e queremos fortalecer ainda mais esse segmento que gera milhares de empregos diretos e indiretos na capital todos os anos”, pontuou a secretária de Turismo, Esporte e Lazer, Patricia Mourão.

O Conselho Gestor de Cidades Criativas de Maceió é composto atualmente por 24 instituições. Foto: Cláudia Leite / Ascom Semtel
O Conselho Gestor de Cidades Criativas de Maceió é composto atualmente por 24 instituições. Foto: Cláudia Leite / Ascom Semtel

Para dar continuidade às agendas de ações, na sexta-feira (8), das 9h às 12h, o Conselho realizará um encontro com os chefs da capital no restaurante Divina Gula, situado na Jatiúca. Já no sábado (9), das 9h às 12h30, os convidados vão conhecer alguns pontos de turismo gastronômico, como a Feira Orgânica no restaurante Santo Orégano, em Ipioca, barracas de bolos e doces do bairro do Riacho Doce, entre outros locais.

Chefs locais se reúnem neste sexta-feira (8)  para discutir a candidatura de Maceió à Rede de Cidades Criativas da Unesco. Foto: Itawi Albuquerque / Secom Maceió
Chefs locais se reúnem neste sexta-feira (8) para discutir a candidatura de Maceió à Rede de Cidades Criativas da Unesco. Foto: Itawi Albuquerque / Secom Maceió

Sobre a Rede Mundial de Cidades Criativas da UNESCO

A UNESCO criou em 2004 sua Rede de Cidades Criativas para promover a cooperação entre cidades que identificam a cultura e a criatividade como fatores estratégicos para o desenvolvimento urbano sustentável. A rede é considerada pela organização um celeiro de ideias e uma incubadora de práticas inovadoras e, as cidades que a integram e estão espalhadas pelos cinco continentes, possuem a missão de utilizar a indústria cultural e a indústria criativa como meios para tornar as cidades mais inclusivas, seguras e sustentáveis.

Para se tornar membro da rede, as cidades precisam enviar uma inscrição ligada a uma das sete categorias (artesanato e folclore, mídia, cinema, design, gastronomia, literatura e música) e demonstrar seu interesse em contribuir para o alcance dos objetivos da rede. Para participar de forma efetiva, cada cidade deve apresentar um plano de ação com projetos, iniciativas ou políticas ligadas aos objetivos da rede e que serão executadas nos quatro anos seguintes.

Conselho Gestor

O Conselho Gestor de Cidades Criativas de Maceió é composto atualmente por 24 instituições. São elas: Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Alagoas (ABIH), Associação Brasileira de Bares e Restaurantes de Alagoas (Abrasel), Associação do Cervejeiros Caseiros de Alagoanos; Centro Universitário Mário Pontes Jucá (UMJ), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa); Faculdade Pitágoras, Federação das Associações e Cooperativa dos Artesãos do Estado de Alagoas (Falarte); Federação dos Pescadores do Estado de Alagoas (Fepeal), Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac), Gabinete Governança (GGOV); Instituto Gastronômico das Américas (IGA Maceió); Instituto Federal de Alagoas (IFAL), Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB), Laboratório de Controle de Qualidade de Alimentos (Ufal), Maceió Convention & Visitors Bureau; Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer (Semtel), Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur), Secretaria Municipal de Trabalho, Abastecimento e Economia (Semtabes), Secretaria do Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos de Alagoas (Semarh); Secretaria Municipal de Economia (Semec), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Alagoas (Sebrae), Serviço Nacional de Aprendizagem (Senac) e Vigilância Sanitária.

Mais Notícias