Revista acadêmica da Uneal se consolida no cenário de pesquisa

 Revista acadêmica da Uneal se consolida no cenário de pesquisa

Diversitas Journal e Creative Commons

A Diversitas Journal recebeu investimentos da Fapeal para expandir a sua atuação científica e padronização nos sistemas internacionais de publicação

Tárcila Cabral / Ascom Fapeal

A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas (Fapeal) mantém o seu compromisso com as revistas acadêmicas. O último edital de Apoio à Editoração e Publicação de Periódicos Científicos, lançado em 2021, encontra-se vigente e fomentando 11 veículos de atuação na área de pesquisa. Dentre os contemplados, encontra-se o Diversitas Journal, instrumento de propagação científica da Universidade Estadual de Alagoas (Uneal), que conduz edições consistentes e diversificadas.

O periódico surgiu em 2016, com o intuito de dar vazão aos artigos submetidos ao Encontro Científico Cultural (Enccult) promovido na Uneal, e para divulgar trabalhos advindos dos cursos da universidade. Inicialmente, com apenas nove artigos escolhidos do IV Enccult e da própria instituição, a revista se propôs a realizar um processo de abertura para publicações variadas. Desta forma, o seu primeiro ano já começou movimentado, o Diversitas conseguiu lançar três números com artigos de diversos cursos de graduação e pós-graduações do Estado.

Segundo um de seus editores e idealizadores, o professor da Uneal José Crisólogo, a finalidade é divulgar pesquisas científicas originais e inéditas, sejam elas de qualquer universidade ou centro de pesquisa do Brasil ou de outros países.

Ao mesmo tempo, o periódico também trabalha na construção de redes e articulações, integrando possibilidades de parcerias para futuras pesquisas, como resultado da articulação do Enccult com uma rede de editores de diversas universidades, bem como revisores científicos. 

A produção de cada número passa por editores das áreas do conhecimento, que articulam avaliadores ou revisores científicos de diversas universidades do Brasil e de outros países. Existe um coletivo de discussão dos editores das áreas, na qual as questões são dialogadas e planejadas. Paralelamente, tem-se um consultor que dá as bases para que o periódico enverede com passos seguros rumo à melhoria da qualidade editorial e científica.

“Cada número tem, em média, de 90 a 150 doutores e mestres envolvidos, trazendo seus pareceres ad hoc, às cegas, para serem considerados pelos autores, que retornam suas correções e posteriores reavaliações e, finalmente, a aprovação final pelo editor da área temática e pelos editores-chefes. O material segue com edição de texto, editoração e publicação final. Também seguem orientações de consultores de site e indexação, registros finais de DOI na crossref e colocação final no ar com aprovação do editor chefe”, abordou o editor.

Com sua multidisciplinaridade, a Diversitas Journal publica várias áreas do conhecimento: Ciências Agrárias, Biológicas e Ambientais; da Saúde, Humanas e Sociais Aplicadas; Economia Aplicada; Política, Sociedade e Desenvolvimento; Gestão e Contabilidade; Linguística e Letras; Exatas; Educação e Ensino; e multidisciplinar.

E segundo seu idealizador, em cada uma das áreas científicas existem artigos muito importantes para a sociedade alagoana e brasileira. O professor menciona algumas publicações da revista que trouxeram este impacto, por meio dos dados e investigações, como “Transposição do Rio São Francisco: causas e consequências de um projeto”; “O derretimento de gelo no Oceano Ártico e a produção de metano”; “Meliponicultura como alternativa de preservação das matas nativas de Santana do Ipanema”; “Relationship between impulsivity and aggressiveness with mental disorders and suicide risk in cocaine/crack users” (Relação entre impulsividade e agressividade com desordens mentais e risco de suicídio em usuários de crack e cocaína)” e “Estado nutricional, consumo alimentar e prática de atividade física em adultos no Nordeste Brasileiro”, pontuou.

Solidificação da relação com o público e auxílio da Fapeal 

Segundo o professor da Uneal, a revista carrega a missão de tentar levar para o mundo um pouco de Alagoas, de sua história, sua cultura e tradições, estendendo-se para o Brasil e seus territórios, registrando saberes e modificando-os para melhorar suas realidades. A consequência disso tem repercutido no público cativo do periódico, que tem buscado mais publicações e inserções no veículo.

“O público leitor tem aumentado, pela divulgação realizada nas mídias sociais e também pelos autores. Ainda somos um periódico novo, no sétimo ano de início de publicação. Contudo, vários autores têm buscado publicar sequencialmente seus artigos. Novos autores têm surgido e procurado publicar artigos sob nossos cuidados. A renovação de nossos artigos tem, talvez, alertado para as cautelas e compromisso com as publicações com qualidade”, citou o pesquisador.

O professor Crisólogo comenta ainda que, para o crescimento e evolução da revista, o apoio fornecido pela Fapeal foi decisivo, uma vez que os recursos possibilitaram dispor de alguns profissionais se dedicando para dar vazão às demandas diárias do sistema, em estudos de design, nos registros e avaliação dos artigos, na contratação de consultoria para aumento de divulgação e na construção de páginas de informação dentro dos padrões internacionais. 

Crisólogo frisa que o investimento da Fapeal será sempre um grande impulsionador de inovação tecnológica e de consolidação do veículo, pois fornece seguimento à concretização dos anseios editoriais de expansão e inserção em um maior número de indexadores científicos e espaços nacionais e internacionais. A expectativa é solidificar o periódico com mais edições e ampliar em maior intensidade sua gama de atuação.

Para os interessados em saber mais detalhes sobre a Diversitas Journal e suas publicações acesse o site da revista diversitasjournal.com.br e suas redes sociais @diversitasjournal.

Mais Notícias