URGENTE: Criança feita refém em BH tem autismo e sofre de epilepsia, diz família

 URGENTE: Criança feita refém em BH tem autismo e sofre de epilepsia, diz família

Foto: Videopress Produtora

O Tempo |

A criança de 7 anos feita refém por um homem no bairro Parque São João, na região Norte de Belo Horizonte, tem autismo e sofre de epilepsia, afirmaram familiares. Além de temerem pela vida do menino, parentes estão preocupados com a possibilidade dele não ter tomado os remédios em meio ao sequestro que, às 8h desta quinta-feira (22), já dura mais de 13 horas. 

Além dele, também é feito refém um jovem de 23 anos. Eles foram rendidos na noite dessa quarta-feira (21) por um homem que não aceitava o fim do relacionamento com a mãe da criança. A mulher conseguiu escapar. Equipes da Polícia Militar e do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) atuam nas negociações. 

Segundo a Polícia Militar, o homem se mantém resistente em liberar a criança e o jovem. Ele exige a presença da ex-companheira, que é mãe do menino, para soltar as vítimas. Ela acompanha as negociações. Durante a madrugada, a mulher chegou a passar mal. 

O homem que mantém a criança e o jovem como reféns foi identificado como Leandro Mendes, de 39 anos. Ele já aguardava a chegada da ex-companheira, de 25 anos, no lote da casa onde ela mora com o filho. Leandro chegou ao local às 14h desta quarta-feira. Ela estava acompanhada do filho, do amigo e da namorada do rapaz quando foi surpreendida pelo ex. O grupo tinha combinado um jantar e a namorada deste rapaz iria ajudar a cuidar da criança.

No entanto, quando chegaram na casa, eles foram surpreendidos com a presença de Leandro, que estava com uma arma em mãos. Um vizinho, ao perceber a situação, tentou intervir, entrando na frente do suspeito. Neste momento, as mulheres conseguiram fugir, mas a criança e o jovem acabaram sequestrados por ele. A mãe do menino acionou a Polícia Militar.

“Só quero abraçar meu filho”, diz pai do menino – As negociações entre as equipes da Polícia Militar e do Bope são acompanhadas pelo pai da criança, o motorista Sidney Augusto Xavier, de 38 anos. “Quando fiquei sabendo, estava no Anel Rodoviário dirigindo a Fiorino. Acho que peguei umas duas multas, é angústia demais. Só quero abraçar meu filho”, disse para a reportagem do O Tempo.

.Segundo o pai, as notícias sobre o estado de saúde do menino chegam por meio do WhatsApp. “Eles me mandaram uma foto e disseram que ele tomou um iogurte”, conta. Desolado, ele afirma que o que está ocorrendo não tem perdão e que nunca confiou no ex da mãe de seu filho. “Depois disso, não tem nem como mais”, afirma. 

Xavier contou ainda que, há uma semana, seu filho teve que ser internado. “Ele (o suposto sequestrador) afirmou que meu filho havia tomado remédios e que ele só viu duas horas depois o menino desmaiado. Ele (Arthur) ficou duas horas caído”.

A convivência dos dois é tranquila. O homem passa os fins de semana com o filho, segundo ele. Sobre o rapaz de 23 anos, ele se limitou a dizer que o jovem é amigo da mãe de seu filho.

Mais Notícias