URGENTE: Defesa Civil faz alerta, mobiliza o Exército e diz que chuvas podem causar desastre semelhante ao de 2010

 URGENTE: Defesa Civil faz alerta, mobiliza o Exército e diz que chuvas podem causar desastre semelhante ao de 2010

Jamylle Bezerra

Previsão aponta o início de fortes chuvas entre o fim da tarde e o começo da noite desta sexta-feira (20), seguindo até a segunda (23)

Em reunião na tarde desta sexta-feira (20), no Palácio República dos Palmares, o coordenador da Defesa Civil de Alagoas, coronel Moisés Melo, alertou que as chuvas previstas para este fim de semana podem causar um desastre semelhante ao do ano de 2010, quando várias cidades de Alagoas sofreram com inundações. As cabeceiras dos rios em Pernambuco estão sendo monitoradas, tendo em vista que eles desaguam em Alagoas.

Diversas forças de segurança e resgate foram acionadas para ficar de prontidão, entre elas o Exército Brasileiro. O comandante do Grupamento Aéreo de Alagoas informou que três aeronaves, sendo duas em Maceió e uma em Arapiraca, estão à disposição para realizar resgates.

Na reunião, a representante da Cruz Vermelha disse que a entidade tem espaços que podem ser usados como abrigos. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) também informou que está com equipes médicas à disposição.

Detalhando a previsão para estado, o meteorologista Vinícius Pinho explicou que deve começar a chover forte em Maceió e Região Metropolitana entre o fim da tarde e o começo da noite desta sexta-feira (20). Ele disse ainda que a chuva deve se manter durante todo o fim de semana e na segunda (23).

Nobre contou ainda que equipes da prefeitura tentam convencer moradores de áreas de risco de Maceió a saírem de suas casas, de forma preventiva, e só voltarem na segunda-feira (23). Após as falas, o coronel Moisés Melo informou, inclusive, que já começou a chover nas cabeceiras dos rios em Pernambuco, que desaguam em cidades alagoanas.

O meteorologista Vinícius Pinho informou que o nível dos rios está sendo monitorado, com objetivo de evitar maiores desastres.

Mais Notícias